São José tem surtos de caxumba

Com o registro de 16 surtos de caxumba e 119 atingidas pela doença neste ano, a Prefeitura de São José dos Campos emitiu um comunicado nesta segunda-feira (27), recomendando para que todas as crianças em idade escolar, incluindo jovens universitários, procurem uma UBS (Unidade Básica de Saúde) para atualizar a carteira de vacinação.

De acordo com a Secretaria de Saúde, do total de surtos, 15 foram em escolas. "No mesmo período do ano passado, a cidade não tinha registrado nenhum surto", informa a pasta. O índice joseense, inclusive, corresponde a 14% do total registrado neste ano em todo o Estado de São Paulo.

Segundo um balanço divulgado pelo CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica), da Secretaria Estadual de Saúde, até o dia 16 de junho, foram contabilizados 842 casos de caxumba no Estado. O número é o maior desde 2008.

Devido aos casos, a Vigilância Epidemiológica de São José encaminhou um ofício a todas as escolas para que orientem os alunos e familiares quanto à necessidade da atualização da vacinação para frear a proliferação da doença. Segundo a secretaria, todos devem ter duas doses da vacina para estarem completamente imunizados.

"Cada surto registrado desencadeia uma ação da Vigilância Epidemiológica que vai até o local para vacinar aqueles que não foram vacinados ou não tem a vacinação completa", informa a pasta. De acordo com o calendário oficial de vacinação, todos devem tomar a vacina aos 12 meses, com um reforço aos 15 meses.

"Durante essas ações, percebemos que é grande o número de alunos que não tinham a dose de reforço da vacina, o que pode tê-los deixado mais suscetíveis. Por isso, resolvemos fazer esse chamado geral", disse a coordenadora da Vigilância Epidemiológica do município, Tereza Cardozo.

Segundo Tereza, quem não sabe se tomou a vacina, não lembra ou perdeu a carteira de vacinação, também deve tomar a dose, por precaução. "Temos um surto ocorrendo no Estado de São Paulo que atingiu São José e não para de crescer. É preciso que todos se conscientizem sobre a importância da vacina e compareçam aos postos de saúde", completa.

Caxumba
A caxumba é uma doença provocada por um vírus da família paramyxovirus caracterizada principalmente pelo inchaço das glândulas que produzem saliva e ficam nas laterais do pescoço, abaixo da mandíbula.

Os sintomas mais característicos são inchaço e dor nas laterais do pescoço, logo abaixo do maxilar, ocasionados porque o vírus provoca inflamação nessas glândulas.

As complicações são raras. Uma delas é a meningite viral, forma mais branda da infecção que atinge as membranas que envolvem o encéfalo. Outras são a orquite (inflamação dos testículos) e a ooforite (inflamação dos ovários). A caxumba também pode levar à surdez, embora os casos sejam muito raros.

A transmissão da doença ocorre pelo ar, pelo contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. O tratamento não tem um remédio específico e o paciente é basicamente tratado com medicamentos para aliviar os sintomas de dor e mal estar e repouso.

A prevenção é simples: tomar a vacina tríplice viral, que protege contra caxumba, sarampo e rubéola. A vacina deve ser tomada a partir de um ano de idade em duas doses. As informações são do Portal Meon.

Ler 972 vezes
Entre para postar comentários

IMG 3914 OK 1

201904121132381

embracon2

Go to top