Pindamonhangaba lança projeto “Viver Bem” com oficinas gratuitas nos bairros

A prefeitura de Pindamonhangaba dá início, na próxima semana, às inscrições para o projeto “Viver Bem”, com oficinas gratuitas de artesanato simultaneamente em 30 centros comunitários da cidade. Além dessas oficinas, o projeto estará no residencial Bem Viver, com uma programação diferenciada, em uma tenda montada ao lado da UBS.

No total, mais de 1000 pessoas serão beneficiadas inicialmente por este projeto, sendo mais de 400 no Bem Viver e 600 somando as vagas oferecidas nos centros comunitários.

O Viver Bem é uma realização da Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Departamento de Turismo, com parceria com o Fundo Social de Solidariedade.

De acordo com a organização do projeto, as ações estão apenas começando. “A parceria com o Fundo Social de Solidariedade fortalece essa iniciativa, que está no Bem Viver e também em diversos bairros da cidade, por meio dos cursos nos centros comunitários. Estamos iniciando agora o projeto, mas nossa intenção é beneficiar ainda mais pessoas, levando o Viver Bem para mais regiões do município”, explica a chefe do Departamento de Turismo, Gislene Cardoso.

Para o prefeito Isael Domingues, a iniciativa é uma maneira de levar para a população opções em lazer e qualificação. “Iniciamos o projeto no Bem Viver com a intenção de acolher os novos moradores com diversas opções profissionalizantes e atividades para pessoas de todas as idades. Com isso, olhamos para as crianças e adolescentes, que encontram uma forma saudável de lazer por meio da atividade física, e oferecemos opções para jovens e adultos entrarem no mercado de trabalho, se qualificando para gerar sua própria renda”, explicou o prefeito.

Inscrições nos centros comunitários
As inscrições para as oficinas nos centros comunitários serão realizadas no dia 29 de junho, próxima sexta-feira, das 14 às 17 horas, nos locais dos cursos. Cada oficina oferecerá 20 vagas.

O Vila Rica será contemplado com oficina de EVA; o Andrade terá oficina de MDF; o Alto do Cardoso recebe a oficina de bonecas; o Goiabal terá oficina de tricô. Já o Bela Vista recebe oficinas de MDF; a Vila São Paulo, de pintura em vidro; a Cruz Pequena, de bonecas; o Karina/Ramos, de chinelo; a Vila Suíça, de pintura em tecido; e o bairro das Campinas, de tricô.

No Ipê 2 será oficina de patchwork; no bairro das Oliveiras, de crochê; no Bonsucesso, de mosaico; no Cidade Jardim, de tricô; no Araretama, de bonecas; no Mombaça também de tricô; no São Judas, de mosaico; no Ouro Verde, de MDF.

Feital e Jardim Morumbi terão oficinas de tricô; Santa Cecília, pintura em vidro; Ipê 1, oficina de biscuit; Parque das Palmeiras, patchwork; Campos Maia, biscuit; Jardim Eloyna, oficina de tricô; Castolira, de bonecas, na Casa do Jovem; Pasin, de MDF; para o grupo Terapia e Lazer, será ofertada oficina de bonecas no Recinto São Vito; e, em Moreira César, a oficina de mosaico, no Vale das Acácias.

Tenda no Bem Viver
O residencial Bem Viver, no Araretama, será o primeiro local a receber o projeto Viver Bem. As inscrições para as oficinas de artesanato, beleza e lazer serão realizadas nos dias 3 e 4 de julho, das 14h às 16h, na tenda ao lado da UBS. A abertura oficial será realizada na quarta-feira (4), a partir das 19 horas, com diversas atrações gratuitas.

Confira no quadro, nesta página, as oficinas oferecidas, horários e dias de aulas.

                         20180621 viver bem

Ler 94 vezes
Entre para postar comentários

Clima

banner WEB 368x390px

STYLOSHAIR

TV Funvic Banner Slide 01

Go to top