Baiano Robson dá terceiro ouro ao Brasil no Rio

Robson Conceição deu ao Brasil ontem a terceira medalha de ouro dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, primeira dourada da história do boxe em Olimpíadas. No Riocentro, ele venceu o francês Sofiane Oumiha na categoria leve (até 60 kg) por decisão unânime dos juízes e festejou muito. Com a conquista, o baiano, que treinou e morou em Santo André junto da Seleção durante alguns anos e gostava de assistir aos jogos do basquete andreense no Pedro Dell’Antonia – fez o País alcançar os ouros de Pequim-2008 e Londres-2012.

Aliás, Conceição esteve em ambas as Olimpíadas, mas não obteve resultados tão expressivos. Ontem, após a medalha, ele mesmo falou sobre isso e exaltou o feito. “Eu era novo em Pequim e Londres, não tinha experiência. Com a ajuda da confederação, peguei experiência e consegui ser campeão. O primeiro da história do Brasil. É ouro. Quero festa em Salvador”, solicitou o campeão. “Sempre fui humilde. A minha rotina de acordar cedo, estudar e trabalhar na feira, carregando caixas de frutas quando era criança, valeu a pena. Hoje (ontem) sou campeão olímpico”, celebrou.

Com o feito, Robson Conceição entra para o hall da fama do boxe nacional, que já tinha nomes como Servilio de Oliveira, o primeira medalhista (bronze no México-1968), além de Adriana Araújo (bronze em Londres-2012) e os irmãos Yamaguchi (bronze em Londres-2012) e Esquiva Falcão (prata em Londres-2012).

Ler 278 vezes
Entre para postar comentários

Clima

banner WEB 368x390px

STYLOSHAIR

TV Funvic Banner Slide 01

Go to top