Embraer: PDV vai desligar 1.463 funcionários

A Embraer divulgou, nesta segunda-feira (26), a avaliação das adesões ao PDV (Programa de Demissões Voluntárias). Nas cinco unidades do país, 1.463 dos 1.470 empregados inscritos serão desligados a partir da primeira semana de outubro. O Sindicato dos Metalúrgicos de São José e a empresa terão uma reunião nesta segunda.

De acordo com balanço da empresa, os desligamentos representam 99,5% dos que procuraram o programa e foram uma das alternativas para a redução de custos. Em São José dos Campos, cerca de 700 funcionários se inscreveram no programa. A medida, motivada pela crise, faz parte de ações que a fabricante de aeronaves pretende adotar para reduzir as despesas em cerca de US$ 200 milhões ao ano.

Segundo a Embraer, outras ações estão sendo implementadas e os impactos serão dimensionados nos próximos meses. “A Embraer tem ciência de sua relevância para a comunidade e tem atuado com absoluta transparência para superação desse momento desafiador da melhor maneira possível”, informa a nota.

O vice-presidente licenciado do sindicato, Herbert Claros da Silva, afirmou que o programa trará prejuízos às unidades no país. “Somos contrários, pois acreditamos que PDV é demissão e a condição em que a empresa está não necessita. Ela [Embraer] está gerando emprego fora do país e isso acabou excedendo no Brasil”, afirma ao Meon.

Raio-x
A empresa é uma das maiores empregadoras de São José dos Campos, com cerca de 13 mil trabalhadores, e possui unidades em Taubaté, Gavião Peixoto, Sorocaba, Botucatu, Portugal e Estados Unidos.

Ler 494 vezes
Entre para postar comentários

Clima

banner WEB 368x390px

STYLOSHAIR

TV Funvic Banner Slide 01

Go to top